Eventos

Na Rota das Catedrais, desafio e interação com a natureza motivam participantes

Em grupos, pares, famílias ou mesmo individualmente, inscritos na 3ª Rota das Catedrais buscam superação aliada à experiência de viver as paisagens ícones no Norte do Paraná

Compre sua foto no site

Rota das Catedrais 2018 :: @Disposição :: #eutenhodisposicao #disposicao

A 3ª edição da Rota das Catedrais levará no dia 15 de junho 600 participantes de várias cidades do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul a se desafiarem em um percurso de 120 km, da catedral de Londrina à catedral de Maringá, sendo 90 km por estradas rurais. As paisagens por entre fazendas, com subidas e descidas em cenários contemplativos da natureza, são a inspiração que motiva o retorno de quem já participou e entusiasma quem planeja vencer novos desafios.

Rodrigo Ferreira é londrinense, mas vive em Três Lagoas/MS. Lá, participa de um grupo de ciclistas que está sempre em busca de novas experiências de mountain bike, no Brasil e no exterior. Quando ouviu de um amigo sobre a Rota das Catedrais, em 2018, pensou: “Uau, deve ser show fazer este trajeto passando por cidades e distritos rurais”, contou. Junto com quatro amigos, fez sua inscrição na segunda edição. “Foi uma experiência fantástica. Já conhecia as duas catedrais e a distância entre elas. Quando fazia o trajeto de carro pela rodovia, os relevos e vales já me chamavam a atenção pela beleza”, afirmou.

ROTA DAS CATEDRAIS (7)

Segundo ele, o contato com a natureza, com paisagens inspiradoras e com momentos únicos para refletir a vida são os pontos altos, aliados à diversão com o grupo de amigos. “O evento é bem organizado e bem sinalizado, e passa segurança para quem quer testar este desafio. Estamos indo em um grupo de 10 ciclistas com a expectativa de conseguirmos concluir Rota todos juntos, aproveitando as belezas naturais e fazendo mais amigos”, destacou.

Mairton Moreto, de Londrina/PR, é outro exemplo de quem participa novamente da Rota das Catedrais. “Fiz o percurso no ano passado e o que mais me motivou a voltar foi saber que sou capaz de superar as dificuldades do percurso, as dores no corpo e a ansiedade. Conhecendo o pessoal da organização, sei que este ano o trajeto estará ainda melhor porque todos os envolvidos estão trabalhando muito para oferecer todo o suporte aos atletas. Esse ano, meu desafio será terminar a prova em bem menos tempo do que o ano passado. O trajeto é lindo e é também um momento de conhecer pessoas, de ajudar e ser ajudado por quem que nunca vimos antes. Mas, o mais importante: será um momento seu! É você, a natureza e Deus. Os lugares que passamos e as dificuldades que enfrentamos nos fazem pessoas melhores”, salientou.

ROTA DAS CATEDRAIS (13) (1)

Superação dos limites

Já Evelin Roberta Zamparoni, de Apucarana/PR, vai participar pela primeira vez, motivada a se desafiar e a superar seus limites. “As expectativas são as melhores. Trata-se de um evento muito comentado e elogiado por quem já participou. O que mais me chamou a atenção foi a extensão do trajeto pelo meio rural, em estradas de terra.  A bike nos leva a lugares incríveis. Cada vez uma surpresa. Adoro pedalar, superar os limites, conhecer pessoas e lugares diferentes, além de tirar muitas fotos. Pedalei do ano de 2008 a 2013, retornei em setembro de 2017 e não parei mais”, enfatizou.

Assim como Evelin, a motivação de Fernando Chaves, de Bauru/SP, foi o desafio. “Estou sem ritmo de treino e quero me desafiar. É difícil encontrar eventos de mountain bike com esta distância. Estou com grande expectativa para esta superação. Pedalo há cerca de quatro anos, tentando evoluir constantemente. E esta será uma excelente oportunidade”, relatou.

ROTA DAS CATEDRAIS (21)

Pedro Sergio Mora, de Maringá/PR, que participa pelo terceiro ano da Rota das Catedrais, também destacou a superação na distância percorrida e nas subidas do percurso. “Gosto muito de observar as paisagens e de conhecer outras pessoas que também gostam deste esporte. Participo da Rota para testar minha evolução e acompanhar os amigos nesta aventura, sabendo que o mountain bike exige bom preparo físico e psicológico para vencer os desafios”, afirmou.

SERVIÇO:

Rota das Catedrais – 15 de junho de 2019
Local da Concentração: Catedral de Londrina a partir das 6 horas
Horário previsto da Largada: 7 horas
Arena de chegada: Praça de Convivência da Catedral de Maringá
Horário final para receber os participantes com estrutura da organização: 17h30
Distância: 120 quilômetros (90 km por estradas rurais e 30 km por vias urbanas e rodovias)
Organização: P14 Sport

Inscrições via sitewww.rotadascatedrais.com.br

Lote 3: de 20/5 a 9/6 – R$139,90 + taxa
Encerramento das inscrições: dia 9/6 ou até o limite de 600 inscrições
Todos os inscritos recebem pulseira e número de bike para identificação

Redação Agora Londrina com Assessoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s