Noticias

Justiça determina volta parcial dos ônibus às ruas de Londrina

56_fotog

Foto: TCGL

O juiz substituto da 3ª Vara Trabalhista de Londrina, Ronaldo Piazzalunga, atendeu pedido de liminar formulado a TCGL (Transportes Coletivos Grande Londrina) e Metrolon nesta quinta-feira (4) e determinou o retorno de 50% dos ônibus às ruas de Londrina e de até 80% das linhas que servem o Parque de Exposições Ney Braga, durante a ExpoLondrina.

A medida é uma resposta à greve deflagrada na manhã desta quinta, conforme definida em assembleia da categoria. Os motoristas cobram da TCGL o cumprimento das cláusulas da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho).

Em caso de descumprimento da decisão, a multa é de R$ 50 mil por dia para o sindicato da categoria. A justiça também proibiu que os grevistas bloqueiem a entrada da empresa, sob pena de multas diárias de R$ 1 mil por cada trabalhador que for impedido de sair da garagem e de R$ 10 mil por cada ônibus impedido de circular. A CMTU emitiu uma nota no início desta tarde afirmando que “confia no cumprimento” da medida judicial. Em um dia normal, 250 ônibus da TCGL estariam nas ruas.

A greve de motoristas e cobradores da empresa Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL), uma das responsáveis pelo transporte coletivo em Londrina, no norte do Paraná, deixou 85% da cidade sem atendimento do serviço. Mas, a outra empresa, responsável pelos outros 15% da cidade, a Londrisul, não entrou em greve e está operando normalmente. A Londrisul atende a região sul de Londrina.

Mais informações em Breve…

Redação Agora Londrina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s