Noticias

Município inicia entrega de carnês do IPTU na próxima semana

A primeira data de vencimento será 15 de janeiro e, a última, dia 24 de janeiro

DECADA ATUAL verticalizacao

Foto: Roberto Custódio/Jornal de Londrina

Na primeira semana de janeiro, os contribuintes de Londrina começarão a receber os boletos bancários referentes à cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2018. Serão entregues, via Correios, 231.804 boletos. Juntamente a essa cobrança, os cidadãos receberão também a taxa da coleta de lixo.

Para facilitar o pagamento do IPTU, os técnicos da Secretaria Municipal de Fazenda realizaram algumas mudanças. Agora, o pagamento está dividido em oito lotes com datas de vencimento diferentes, sendo que o primeiro vencimento será no dia 15 de janeiro e, o último, no dia 24 de janeiro.

De acordo com o secretário municipal de Fazenda e de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Edson Antônio de Souza, essa alteração nas datas de vencimento do imposto vieram para possibilitar o parcelamento do tributo em mais dois meses. Antes era possível parcelar o valor em 10 vezes. Agora, o contribuinte pode fazê-lo em até 12 vezes.

Além disso, outra novidade é que o cidadão receberá um boleto bancário referente ao pagamento em quota única, ou seja, à vista ou a primeira parcela do imposto. Assim, caso decida pagar parcelado, em fevereiro, receberá um carnê com mais 11 parcelas.

Essa pequena mudança fez com que a Prefeitura de Londrina economizasse R$ 135 mil por ano, visto que para enviar o carnê completo e a folha de pagamento único, o Município gastava R$ 0,60 por contribuinte e ao enviar um boleto por cidadão gastará apenas R$ 0,06 por unidade. “É uma medida inteligente e ecologicamente correta, porque geralmente os contribuintes que pagavam à vista, jogavam as demais folhas, referentes ao parcelamento, no lixo”, explicou Souza.

Com a cobrança do IPTU, a Prefeitura de Londrina espera receber quase R$ 340 milhões e outros cerca de R$ 53 milhões da taxa de coleta de lixo. Além deles, 7.809 imóveis, que representam pouco mais de R$ 6 milhões, são isentos totais segundo a legislação como, por exemplo, idosos, pessoas com deficiências e ex-combatentes. Em média, 51% das pessoas pagam o imposto à vista. Outras 37% quitam parcelado e 12% são considerados inadimplentes. De acordo com os dados oficiais da Secretaria de Fazenda, atualmente, estão cadastrados 277.254 imóveis.

Quem não receber, como proceder – O cidadão que não receber o boleto bancário para o pagamento do IPTU deve acessar o website da Prefeitura de Londrina, na área de serviços, ou pelo link: https://goo.gl/IcVL7. Assim, será possível emitir a segunda via do boleto. Para isso, é preciso ter em mãos o número da inscrição do imóvel. Este número está disponível em todos os carnês de IPTU de anos anteriores.

Com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s