Noticias

Calçadão terá pontos de Wi-fi e carga de celular gratuitos

calca1

Foto: Wilson Vieira

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) divulgou um edital de chamamento público que vai selecionar pessoas físicas e jurídicas interessadas em patrocinar a instalação de “Árvores Digitais”. A estrutura deverá ser construída na Praça Gabriel Martins, no trecho do Calçadão entre a rua Professor João Cândido e a avenida São Paulo. As Árvores Digitais serão feitas com tecnologias sustentáveis e vão oferecer acesso à internet e carga de bateria gratuitos à população. Além de emitir sinal wi-fi, o instrumento terá saídas de USB e tomadas onde as pessoas poderão recarregar celulares e outros dispositivos móveis.

A estrutura público-privada vai permitir que o financiador da estrutura coloque uma placa indicativa da parceria, aos moldes do que já ocorre no programa “Boa Praça”.

Os interessados em patrocinar a iniciativa podem protocolar as propostas e a documentação exigida no setor de atendimento da CMTU, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, até o dia 11 de janeiro. Estão aptas a participar do chamamento público as pessoas ou empresas que atenderem aos requisitos estipulados. Todos os procedimentos necessários à inscrição estão disponíveis para consulta no site da companhia.

O projeto – Presentes em outras partes do Brasil e do mundo, as Árvores Digitais nos centros urbanos têm como objetivo democratizar o acesso à internet por meio da oferta de serviços tecnológicos gratuitos aos cidadãos, bem como fomentar o uso dos espaços públicos pela comunidade. Como boa parte das estruturas operam com a captação da luz solar para gerar eletricidade, a iniciativa ainda visa conscientizar sobre a importância de soluções sustentáveis na produção e no uso da energia.

Para atender à finalidade do projeto, levando em conta os aspectos sociais, urbanísticos e ambientais da medida, a CMTU irá analisar os projetos inscritos podendo recorrer ao apoio de especialistas, vinculados ou não à administração municipal, para auxiliar no julgamento das propostas.

Para efeitos de avaliação, as sugestões receberão notas de acordo com os critérios estabelecidos, devendo atingir uma pontuação mínima. Entre os parâmetros adotados estão, em primeiro lugar, a utilização de tecnologias sustentáveis que estimulem comportamentos ambientalmente corretos; a quantidade e qualidade de serviços simultâneos oferecidos; o potencial de embelezamento e melhoria das condições de infraestrutura e paisagismo no local e, por último, o menor prazo de implantação das intervenções pretendidas.

Após o resultado do processo, a companhia notificará o vencedor da avaliação a proceder com a assinatura do contrato de uso da área pública. O prazo máximo para início dos trabalhos de implementação do equipamento será de 30 dias contados da celebração do termo, sendo que em até 60 dias a partir desta data o dispositivo deverá estar totalmente instalado e em pleno funcionamento. A permissão para utilização do espaço público será de um ano, prorrogável por igual período, limitada à duração máxima de 60 meses.

Fonte: N.Com | PML
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s