Noticias

Embaixador do Japão no Brasil visita Londrina

Durante a visita, Satoru Satoh lembrou da importância das ligações culturais e esportivas de Londrina com a comunidade japonesa e ressaltou as alianças com o município na área econômica

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, recebeu na última sexta-feira (23) a visita diplomática do embaixador do Japão no Brasil, Satoru Satoh, durante a sua passagem pelo norte do Paraná. Ele esteve acompanhado do cônsul-geral do Japão em Curitiba, Hajime Kimura e do deputado federal, presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Japão na Câmara dos Deputados e presidente da Comissão do Paraná de Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, Luiz Nishimori.

De acordo com Satoh, que já foi embaixador do Japão na Espanha, a visita a Londrina atende a um convite da comunidade nipo-brasileira e, também faz alusão a comemoração dos 109 anos da Imigração Japonesa no Brasil, ao Relacionamento Bilateral entre os dois países e às preparações das Comemorações dos 110 anos da Imigração, a ser celebrado em 2018. “É uma grande alegria visitar esta bela cidade de Londrina, atendendo ao convite da comunidade nipo-brasileira. Estou em visita oficial e feliz por confirmar que a comunidade nipo-brasileira de Londrina está sendo muito bem aceita por esta cidade, contribuindo muito para o desenvolvimento em todos os setores. Esses laços são importantes para fomentar o intercâmbio em todos os campos, não apenas no esporte e na cultura. Na área econômica, uma fábrica de doces do Japão está mostrando o interesse em formar aliança com as empresas de Londrina”, enfatizou.
Para o prefeito Marcelo Belinati, a visita do embaixador a Londrina é motivo de grande honra. Ele lembrou que recentemente esteve no Japão, mostrando as potencialidades de Londrina, durante a celebração dos 40 anos de irmandade de Londrina com Nishinomiya, no mês de abril, e a vinda de uma comitiva japonesa no final de maio. “De concreto, o resultado desta parceria foi a ampliação dos intercâmbios culturais de estudantes na área esportiva e cultural, e agora, na área econômica”, afirmou, citando a ida de dois profissionais londrinenses para a fábrica de doces Suzette Co. Ltda, considerada a maior fábrica de doces da Ásia.

“Em uma das maiores fábricas de doces da Ásia, o dono me disse que o sonho dele era ampliar os negócios para a América Latina. Como são comedidos, abriram a empresa para receber profissionais do setor alimentício de Londrina, para um intercâmbio de um ano. Estamos trabalhando para que no futuro, estas empresas venham para a nossa cidade. É o começo de uma história que estava restrita aos segmentos cultural e esportivo. Queremos ampliar isso. Temos uma colônia nipo-brasileira que é responsável por muito da grandeza que hoje Londrina apresenta no cenário nacional. Queremos trazer empresas do Japão para Londrina, para o Brasil, ajudando a gerar emprego e renda. Este é um primeiro passo para atrair empresas de lá para cá”, enfatizou o prefeito.

O deputado federal Luiz Nishimori, ressaltou a importância da vinda do embaixador a Londrina.  Ele destacou que o governo japonês é um dos países que investe no Brasil e há possibilidades de parceria em vários projetos, de diferentes setores.  “A primeira coisa é essa diplomacia, amizade e intercâmbio que começa assim, com a vinda do embaixador e demonstra a importância da cidade de Londrina. Estou muito contente com esse intercâmbio”, salientou.

Após a recepção na Prefeitura de Londrina, a comitiva foi até a Praça Tomi Nakagawa, no Centro. Antes, ela passou pela Associação Cultural e Esportiva de Londrina (ACEL).  Participaram da visita os vereadores Mário Takahashi, Eduardo Tominaga e Jairo Tamura; o presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão no Paraná, Ricardo Origasa; da diretora do Núcleo de Estudos da Cultura Japonesa da UEL, a professora Estela Okabayashi Fuzzi; do secretário municipal de Cultura, Caio Cesaro, e do secretário municipal de Obras e Pavimentação, Fernando Tunouri;  do presidente da Associação de Intercâmbio Londrina-Nishinomiya, Ywao Miyamoto, da liderança nikkey, o professor aposentado da UEL e primeiro presidente da Associação de Intercâmbio Londrina-Nishinomiya, Toshihiko Tan, e do  subcomandante do 5º Batalhão de Londrina, Mario Celso Andrade.

N.Com | PML
Imagem: G1

Categorias:Noticias

Marcado como: